Casa e Construção Mercado Imobiliário

A segurança do interior e suas acolhedoras comunidades

Pergunte a quem resolveu se mudar das grandes cidades o motivo de sua decisão e você receberá a seguinte resposta: segurança. Se por um lado as capitais trazem praticidade – agilidade, nem tanto – fazem da preocupação com a segurança uma questão diária para muitos. Bem: existe uma solução bem pertinho de você, sabia? Vamos falar melhor sobre as vantagens de viver em uma cidade do interior.

O lar deve acolher, não inspirar o medo

Os índices de violência urbana sobem, tecnologias que prometem a tão sonhada proteção pipocam, mas não confortam as famílias. Sistemas de monitoramento, aplicativos, recomendações e ruas a serem evitadas fazem parte do dia-a-dia de quem mora em São Paulo, por exemplo (mesmo que nas regiões mais nobres da cidade), mas não passam de ilusão.

Pessoas levantam muros, compram vigilância privada já que a pública deixa a desejar… mas isso traz, de fato, segurança? Pense comigo: como controlar algo tão complexo quanto a dinâmica de uma comunidade inteira? O fato é que a violência faz parte dos grandes centros urbanos – isso não é novidade, tampouco fácil de ser combatido.

Mas então, eu te pergunto: como driblar o medo de morar na própria casa? O lar deve acolher: voltar para casa deveria ser um alívio para quem passa o dia fora e espera encontrar ali um descanso para o corpo e mente, para juntar-se à família e reabastecer as energias para o dia que virá. O fantasma do medo, entretanto, não permite que isso aconteça.

Viva em uma comunidade acolhedora

O charme das cidades interioranas deve muito a elas: as comunidades. Em toda a região metropolitana de Campinas é costume que pessoas se cumprimentem na rua, no mercado, ao se cruzarem na caminhada pelo condomínio. Quem já morou em São Paulo sabe: por lá, tudo é bem diferente!

Quem deixou os grandes centros para se acomodar nas cidades interioranas como Valinhos e Vinhedo, por exemplo, o fez porque percebeu o X da questão: o interior é mais seguro para se viver pois as comunidades aqui são mais harmoniosas, unidas e empáticas. A cidade, como um organismo, não é compatível com a violência vivida nos grandes aglomerados.

Você sabia que Valinhos foi eleita a 3ª cidade menos violenta da região segundo o Mapa da Violência de 2018? Vinhedo, sua vizinha, também se destaca em IDH (13º melhor do País) e educação – o município venceu o analfabetismo em 2015.

Um dos responsáveis por essas conquistas é o tal do senso de comunidade que citamos aqui! Inclusive o tema tem sido objeto de estudo de alguns teóricos, sabia?

Viver no interior é viver sem medo de deixar seus filhos na escola, sair para caminhar com o celular no bolso ou morar em uma casa sem portão na garagem (sim! Parece surreal, mas isso é um costume por aqui).

Se interessou? Separamos alguns exemplos de imóveis que podem ser seu novo lar nessas comunidades acolhedoras:

Que tal trazer sua família para a vila da calmaria? Dê uma olhada nessa casa de 3 dormitórios no Condomínio Reserva Colonial, em Valinhos.

Quer emergir de verdade nessa nova experiência? Mude seu estilo de vida e escolha essa casa rústica, localizada no Clube de Campo de Valinhos.

Vinhedo te encanta mais? Dê uma olhada em seu novo lar!