Mercado Imobiliário

Os investimentos imobiliários ideais para cada fase da vida

A famosa relação entre tempo e dinheiro, tão amplamente discutida, é um dilema que sempre retorna à mente do investidor na hora de escolher os investimentos imobiliários ideais. Para isso, conhecer as fases da vida de um investidor, e compreender em qual delas você se encontra, pode facilitar as escolhas na hora de optar por um tipo de investimento imobiliário.

Quais os investimentos imobiliários ideais?

Como bem dito na matéria da InfoMoney, apesar de não ser uma regra, existe uma tendência de que pessoas mais jovens busquem investimentos mais ousados, enquanto os mais velhos tendem a ser mais conservadores. Mas, como eu disse, é apenas uma tendência. Outros aspectos devem ser levados em consideração, por exemplo o dinheiro disponível.

Vamos entender a situação geral de cada fase da vida e ver quais os investimentos ideais para cada uma delas. Acompanhe!

De 20 a 35 anos

Nessa época, costumamos ter o seguinte dilema: muito tempo, pouco dinheiro. Se por um lado o tempo nos permite ser mais ousados, pois teremos algumas boas décadas para nos recuperarmos em caso de prejuízo, por outro lado, não temos muito dinheiro sobrando. Em caso de perda, perderemos tudo o que temos.

Outra característica dos jovens é uma necessidade de retorno em um período mais curto de tempo, pois eles anseiam por construir suas vidas, adquirirem o carro dos sonhos ou uma casa que sempre desejaram.

Sendo assim, o aluguel de imóveis usados pode ser uma boa solução para esse perfil de investidor. Além da quantidade investida ser menor, por se tratar de algo usado, o tempo de espera entre a compra e o recebimento do imóvel tende a ser menor, afinal o empreendimento já está pronto.

Os dividendos desse investimento podem ser empregados para algum fim em longo prazo, como uma aposentadoria ou mesmo para resolver demandas em curto prazo como a compra de outro imóvel.

De 35 a 60 anos

Esse período da vida destaca-se por ser o ideal para investimentos mais ousados. Já com alguma experiência em investimentos e algum capital acumulado, mas ainda com bons anos pela frente, os investidores nessa fase estão na melhor época para multiplicar seu patrimônio por meio de investimentos em longo prazo e com rendimentos mais sólidos.

O investimento imobiliário ideal para essa época é a compra de imóveis na planta. Além de ter uma valorização maior para uma possível revenda, esse tipo de investimento permite valores maiores no aluguel e costuma ter uma demanda maior de interessados em adquirir ou alugar o imóvel.

Os rendimentos desse tipo de investimento podem ser realocados para outros tipos de investimentos, acumulados para um fim distante (como pagar a faculdade de um filho, por exemplo), usados para uma viagem ao exterior ou para a compra de um bem de consumo.

Mais de 60 anos

Em oposição aos jovens, os investidores nessa idade provavelmente têm mais dinheiro, porém, menos tempo. Para eles, um possível prejuízo seria desastroso, pois não haveria tempo hábil para recuperar o valor perdido. No entanto, a quantidade de capital permite uma boa diversificação dos investimentos e a aquisição de bens com maior valor agregado, o que, consequentemente, irá gerar maiores retornos financeiros.

O investimento em estabelecimentos comerciais pode ser uma opção muito interessante para essa fase da vida. Costumam ser imóveis mais valorizados, com alugueis mais elevados e contratos mais extensos. Isso quer dizer mais tranquilidade e ganhos fixos por um longo período, o que ajuda bastante quem não quer mais ter que se dedicar tanto ao trabalho, formando o complemento ideal para a aposentadoria.

Os valores adquiridos por meio desse tipo de investimento podem ser usados para o seu próprio sustento e, em caso de imprevistos, o imóvel pode ser vendido rapidamente para cobrir uma possível necessidade de despesa emergencial, já que costuma ter uma alta demanda por compradores.

Espero que esse panorama geral tenha te ajudado a decidir quais os investimentos imobiliários ideais para você. Mas lembre-se que a idade aponta apenas uma tendência e você pode ter um perfil completamente diferente da sua idade. Por isso, é importante você conhecer o seu perfil de investidor.

fonte: Céu Lar Imóveis